Netflix dá luz verde a série egípcia de terror ‘Paranormal’

A Netflix garantiu a produção daquele que será o seu projeto mais ambicioso de sempre no Médio Oriente, Paranormal.

Baseada na série literária de terror ‘Ma Waraa Al Tabiaa’, da autoria de Ahmed Khaled Tawfik, preenchida por 81 livros de bolso que venderam mais de 15 milhões de cópias, a série televisiva constitui o primeiro passo da gigante do streaming na direção do Egipto, país de onde têm saído alguns projetos cinematográficos bastante competentes. Segundo o The Hollywood Reporter, a adaptação ficará a cargo do produtor Mohamed Hefzy e de Amr Salama, o realizador de Sheikh Jackson, filme nomeado para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2017.

Assente nos anos 60, a narrativa segue as aventuras do doutor Refaat Ismail, conforme este se depara com vários eventos paranormais.

“Estou orgulhoso de trabalhar com a Netflix em trazer à vida a série Paranormal, a qual tenho em muita consideração”, referiu Hefzy, um dos produtores cinematográficos mais prolíficos do Médio Oriente, por trás de trabalhos como Clash (2016) e Yomeddine (2018), ambos revelações do Festival de Cannes. “Pretendemos apresentar uma série de qualidade internacional que viva de acordo com as promessas e ambições do drama egípcio e árabe”, acrescentou.

Ahmed Khaled Tawfik escreveu mais de 200 obras literárias entre 1962 e 2018. Foi um dos primeiros escritores contemporâneos de terror e ficção científica do mundo árabe e um dos primeiros autores a nível global a explorar o género thriller médico. É considerado por muitos um dos escritores mais influentes do seu tempo.

Com as filmagens marcadas para terras egípcias, Paranormal é a terceira aposta da Netflix em séries vindas do Médio Oriente, depois de Jinn, uma série de terror jordana que estreia em Junho, e Al Rawabi School for Girls, um drama juvenil, também vindo da Jordânia, que foi anunciado em Abril.

Partilhar