Hans Zimmer

Hans Zimmer vai compor a banda sonora de ‘Dune’

Após vários meses de notícias e rumores, é oficial: a produção do reboot de Dune começou.

Normalmente, o facto de alguém estar a tentar desenvolver outra adaptação cinematográfica do livro de Frank Herbert seria causa para alarme, já que as tentativas do passado não foram propriamente bem-sucedidas. Recorde-se que Alejandro Jodorowsky tentou em vão trazer a sua adaptação para a luz do dia e David Lynch acabou por estrear um filme que não agradou a todos, notando-se na altura uma influência negativa dos estúdios nas ideias do criador da série Twin Peaks. Porém, parece que, desta vez, estão a ser organizadas as condições ideais para que essa odisseia criativa dê resultado, depois da Warner Bros. ter recrutado Denis Villeneuve, cineasta que vem de trabalhos como Arrival (2016) e Blade Runner 2049 (2017).

Contudo, não é só o nome do realizador franco-canadiano que chama a atenção no meio da equipa por trás deste ambicioso projeto. No comunicado mais recente da Warner, pode ler-se o nome de Hans Zimmer, compositor que dispensa apresentações depois de ter produzido algumas das bandas sonoras mais famosas de sempre para filmes como Gladiator (2000), The Dark Knight (2008), Inception (2010), Interstellar (2014) ou Blade Runner 2049, no qual colaborou pela primeira vez com Villeneuve. Além disso, Dune irá contar com mais alguns colaboradores habituais do realizador, como Patrice Vermette – encarregue do design de produção em Sicario (2015) e Arrival -, Paul Lambert e Gerd Nefzer, os responsáveis pelos efeitos visuais e especiais de Blade Runner 2049. Se bem que muitos desejassem que a fotografia ficasse a cargo do mítico Roger Deakins, esta ficou a cargo de Greig Fraser, cinematógrafo que conta com créditos honráveis como Zero Dark Thirty (2012), Foxcatcher (2014), Rogue One (2016) e o recente filme de Adam McKayVice (2018). É ainda um dos responsáveis pela fotografia de The Mandalorian, a série da saga Star Wars que está a ser produzida por Jon Favreau. Villeneuve dividirá a assinatura do guião com Eric Roth, responsável por clássicos como Forrest Gump (1994) e The Curious Case of Benjamin Button (2008), e Jon Spaihts, que assinou o guião de Prometheus (2012) e Doctor Strange (2016). Já a edição fica a cargo de Joe Walker, outro colaborador de longa data e um dos editores mais competentes da atualidade.

O elenco principal também está fechado e conta com Timothée Chalamet, Rebecca FergusonOscar Isaac, Javier Bardem, Josh Brolin, Stellan SkarsgårdCharlotte Rampling, Dave Bautista, Jason Momoa, ZendayaDavid DastmalchianStephen Henderson e Chang Chen.

Situado num futuro distante, o filme conta a história de Paul Atreides, interpretado por Chalamet, cuja família aceita o controlo do planeta deserto Arrakis. O domínio de Arrakis é muito contestado por famílias nobres que querem controlar a exploração dum recurso altamente valioso existente apenas nesse território. Paul acaba por ser traído e tem de lutar para recuperar o controlo do planeta. A narrativa será dividida em dois filmes.

Em conversa com o The Telegraph, Villeneuve admitiu estar ciente do risco que implica dirigir outro filme de ficção científica de orçamento elevado. «Vamos apenas dizer que não é muito boa ideia fazer dois filmes deste género de seguida», admitiu. Referindo-se a Blade Runner 2049, o realizador confessou que só quando finalizou a produção do filme é que se apercebeu do monstro que havia criado. Numa outra conversa com a Fandom, referiu que este novo projeto será como ir para uma galáxia muito distante, não se privando de fazer uma comparação com o franchise agora dirigido pela Disney. «A minha ambição é fazer o filme ‘Star Wars’ que nunca vi. De certa forma, será um ‘Star Wars’ para adultos».

A produção de Dune está em andamento e o primeiro filme tem estreia marcada para 20 de Novembro de 2020.

Partilhar